SEM ESCOLHAS – poema sobre trabalho infantil

Não quero ser juiz

na vida eu sou aprendiz

alguns podem escolher

e outros só fazem sofrer

Carrego no corpo

dores e marcas do meu triste viver

Mãos cortadas , pés inchados;

e eu não sei o que é pior?

duro trabalhar ou fome passar…

Sempre ajudei meu pai a trabalhar

pegando gado na fazenda,

mas depois que ele se foi

na fazenda continuo a trabalhar

para minha família ter onde morar.

O trabalho é cansativo

mas eu tenho de fazer,

se eu não for ativo

o meu patrão me faz sofrer.

O trabalho infantil é crime

se por acaso encontrar

criança a trabalhar

trate de denunciar.

Minha vida vai mudar

eu não quero ver

outras crianças a sofrer

ligue um, zero, zero

e uma vida você

vai salvar.

Tatá Arrasa

Deixe um Comentário

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *