Eu lhe avisei…

Se as minhas palavras não poderem ser interpretadas e meus sentimentos correspondidos que ao menos o meu silêncio seja respeitado.

Eu te falei uma vez, lembra? depois de mais uma das muitas discussões que tivemos, você reclamou, xingou, questionou o meu excesso de zelo.

Em silêncio ouvi suas queixas e reclamações, quando você não tinha mais nada a dizer eu lhe avisei:

Enquanto eu grito, falo com irônia e peço explicação é porque eu me importo e quero cuidar de você. Agora no dia que eu me calar e não lhe dirigir mais a palavra é por que você já não importa mais.”

Depois desse dia comecei a mudar! As regalias e a vida boa perderam o lugar. Não levei mais café na cama e nem te esperei pra jantar. Aos poucos você foi se tornando uma segunda-feira constante em minha semana. Você é como aquela música chata que eu não quero mais ouvir.

O sorriso em meu rosto cedeu espaço para uma cara fechada e aborrecida, foi preciso força e amor próprio para entender que nós não podiamos mais dividir o mesmo teto, derramei algumas lágrimas escondidas, lamentei pelo amor que te dei e não foi correspondido.

Desculpa.

Desculpa, era tudo o que você sabia dizer. A palavra perde o sentido quando as ações não condizem com o significado real da palavra. Nós poderiamos sermos mais felizes, se copiassemos a cultura chinesa. Sabe porque na China eles não consertam objetos quebrados? Desde criança os chineses são educados a não quebrarem seus briquedos.

Simples assim!

Dizem que em uma relação o comportamenteo psicológico acaba sendo copiado por um dos envolvidos. A pessoa apaixonada se deixa influenciar pelo o outro. Assumi sua capacidade de manipular as pessoas, adotei seu perfil dissimulado. Desculpei-me, gentilmente pedi para você se retirar. Pois, precisava recuperar o meu eu que estava sendo aniquilado por sua arrogância.

Eu lhe avisei, deixei pistas, useis mensagens subliminares. Você não quis prestar atenção e agora não passa de uma simples recordação.

Tatá Arrasa

Deixe um Comentário

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *