Segredo

Os teus olhos procuram o meu olhar, de relance te encaro e entendo a

mensagem. Nossos desejos não se satisfazem, ternura e loucura se

misturam quando nossos corpos se encontram.

A vergonha não demora, jogando as roupas fora, despindo teu corpo fogoso

Teus músculos duros minha lingua devora, arranho tuas costas tua força

evapora.

Vou ao delirio quando me abraça, beija meu pescoço, e me faz delirar,

e com as mãos toca meu intimo, intimidade que eu só mostro a você.

enlouqueço quando desbrava, devora o meu intimo e eu quero mais, sempre

mais.

Passam os dias, as noites voam, quando nos amamos o tempo não importa

os amantes tudo suportam, a delicadeza dos momentos se prendem nas

paredes vazias. O segredo é o nosso tormento.

Letra: Fco. Anastacio Martins Rodrigues (Tata Arrasa)
Arranjo: Francisco Eledilson Rodrigues do Nascimento

Deixe um Comentário

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *